segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Circunstâncias

Chegou a Chuva Bate nas vidraças irreverente, mordaz. Sobre a mesa, duas chávenas Uma cheia outra de café vazia Três colheres de açúcar na lembrança Um saquinho de vago adoçante E um cheiro de vazio forte Misturado ao de torradas na cozinha. E as mãos sempre tão tacteantes Buscam a alegria apaladada de Outrora.

Etiquetas:

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Ainda editas um livro com os teus belíssimos poemas...
Abraço daqui até aí,

Maria Ana

25 de novembro de 2008 às 15:00  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar