quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Jesusalém

(...) “«Jesusalém». Aquela era a terra onde Jesus haveria de se descrucificar."
" - Ninguém é de uma raça. As raças - disse ele - são fardas que vestimos (...) eu aprendi tarde demais, que essa farda se cola, às vezes, à alma dos homens."
“Durante anos, meu pai foi uma alma doce, seus braços davam a volta à Terra e neles moravam os mais antigos sossegos. ( ...) Hoje, eu sei: meu pai tinha perdido os Nortes. “
"Não é segurando nas asas que se ajuda um pássaro a voar. O pássaro voa simplesmente porque o deixam ser pássaro.”
“Não chegamos realmente a viver durante a maior parte da nossa vida. Desperdiçamo-nos numa espraiada letargia a que, para nosso próprio engano e consolo, chamamos existência. No resto vamos vagalumeando, acesos apenas por breves intermitências.”
“A vida é demasiado preciosa para ser esbanjada num mundo desencantado.”
Jesusalém (excertos), Mia Couto

Etiquetas:

2 Comentários:

Blogger Jelicopedres disse...

Há dias um familiar meu veio a minha casa e trouxe dois livros,
um para mim e outro para a minha filha.
O da minha filha, era Jesusalém.
Ainda não li mas vou ler brevemente.
Os excertos que nos traz são apelativos, Fátima.
Gosto de ler, Mia Couto.
Obrigada
Teresinha^_^)

3 de setembro de 2009 às 16:19  
Blogger aledicko@gmail.com disse...

sensacional!frases impactantes!

7 de outubro de 2009 às 09:34  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar