sábado, 18 de outubro de 2008

Desassossegos

"Nuvens... Existo sem que o saiba e morrerei sem que o queira. Sou o intervalo entre o que sou e o que não sou, entre o que sonho e o que a vida fez de mim, a média abstracta e carnal entre coisas que não são nada, sendo eu nada também. Nuvens. Que desassossego se sinto, que desconforto se penso, que inutilidade se quero!" Bernardo Soares, O LIVRO DO DESASSOSSEGO

Etiquetas:

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

O belo Céu que hoje tivemos, até no imaginário fui visto a jogar na consola.
bjs

18 de outubro de 2008 às 18:58  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar