quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Lua

Reparei. Vi.
Na tarde longa de Dezembro,
antes de se acenderem as luzes nas praças
e nas árvores, a lua surge - quase cheia - no céu azul às quatro e meia.
Atónita e meio tonta de tanta claridade, a lua empalidece.
Ainda hesita com a ténue sensação de se ter adiantado.
Assim vou na voragem dos tempos.

Etiquetas:

2 Comentários:

Anonymous leo disse...

bela, a minha deusa amada em todo o seu esplendor.
bjs

16 de dezembro de 2008 às 15:51  
Blogger Carolina disse...

Também tenho um "fraquito" pela Lua!...
;)

23 de dezembro de 2008 às 09:17  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar