terça-feira, 15 de julho de 2008

Inscrição


Quando eu morrer voltarei para buscar
Os instantes que não vivi junto do mar.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Carolina disse...

Imagina tu que sempre achei que este era o poema que eu gostaria de ter como epitáfio, na minha campa.
Para longe vá o agoiro! Mas, é verdade até comentei com amigas.
è lindo.
E essas imagens que tu postas também são fantásticas. Onde as encontras?
;)

16 de julho de 2008 às 05:07  
Anonymous Alba disse...

Este poema de dois versos diz-me tanto...
Ainda bem que te lembraste da Sophia. Ela é verdadeiramente extraordinária!

18 de julho de 2008 às 04:32  
Anonymous Fata disse...

Ainda bem que vão gostando do que aqui vou registando...
Este poema também significa muito para mim e também, tal como tu, Carolina, já pensei nele para meu epitáfio. Por isso, se "ela" chamar, é da nossa responsabilidade fazer valer este nosso desejo.Combinado?

18 de julho de 2008 às 04:37  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar