domingo, 20 de março de 2011

Tango

Vem a Primavera num passo arriscado de tango...
Ouve-se Piazzola à meia-luz na sala prometida de pecado
Aberto até acima do joelho revela-se o vestido
E a mão conduz a mão até à dança
Desliza nas costas, no cabelo, pelo colo
Enquanto o jogo de pernas entontece os olhos
A música decorre e escorre num arrebatamento de flores.
Sem atropelos agora o que era dança
É beijo oferecido na manhã terna de um calor
Que apetece no rodopiar azul do dia.
Que mais dançar? Que mais desejar?

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Jelicopedres disse...

E, por falar em Tango...!
Fui às Cextas de Cultura, ver o Quinteto Lusotango.
Algo me diz que esteve cá.

As suas palavras são um espelho onde eu vejo reflectido alguns momentos do espectáculo...
Beijinho*

22 de março de 2011 às 16:27  
Blogger Sentidamente disse...

Quando o tango dança nas minhas memórias…
É um passado, que regressa ao meu passado
e se faz presente, num permanecer intemporal…
É a vida a pulsar, mascarada num ritmo.
Transbordo de sensualidade,
Representação dum pecado que já não é pecado,
No vibrar perdido de notas musicais,
Sempre rencontradas nas verdades da vida…

30 de março de 2011 às 15:48  
Blogger Eduardo Miguel Pereira disse...

A menina dança ?

1 de abril de 2011 às 14:28  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar