quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Raiva

Recomeço o rosário de coisas não ditas
De raivas contidas e anzóis aguçados
Desmemórias colhidas nas tardes feitas silêncio e distância ,
Sempre a mesma angústia a bater cá dentro
Com punhos de ferro e ardor.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger Eduardo Miguel Pereira disse...

Há silêncios ensuerdecores e palavras que quando não ditas soam mais alto que o maior dos gritos.

19 de setembro de 2011 às 03:06  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar