quarta-feira, 11 de junho de 2008

Graça


Procura cada qual, por seu próprio caminho, a graça, seja ela o que for, uma simples paisagem com algum céu por cima, uma hora do dia ou da noite, duas árvores, três se forem as de Rembrandt, um murmúrio, sem sabermos se com isto se fecha o caminho ou finalmente se abre, e para onde, para outra paisagem, ou hora, ou árvore, ou murmúrio...

in MEMORIAL DO COMVENTO, José Saramago

Etiquetas:

1 Comentários:

Anonymous Anabela Maia disse...

É sempre inspirador conhecer um Blog de alguém que admiramos, de quem gostamos e que não esquecemos, apesar da distância e dos escassos contactos.
O teu Blog é de uma simplicidade tranquilizadora e de uma sensibilidade extrema. Continua.Bjs

12 de junho de 2008 às 14:12  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar