segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Anoiteço

Muito lentamente
Como num movimento de ballet,
Passo da manhã à noite,
Passo da esfuziante claridade
Que me entontece
À plácida penumbra azulada
Do anoitecer.
Acalmo-me.
Sonho-me uma paz de água parada.
Porém, em contínuo movimento,
Há mansas marés escorrendo
Sobre mim antes que amanheça.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger Carolina disse...

Ó valha-me Deus,a "ISTO" chama-se poesia!
Fata, estás imparável e admirável!
;)

27 de janeiro de 2009 às 11:48  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar