sábado, 4 de abril de 2009

Doenças

Há doenças piores que as doenças,
Há dores que não doem, nem na alma
Mas que são dolorosas mais que as outras.
Há angústias sonhadas mais reais
Que as que a vida nos traz, há sensações
Sentidas só com imaginá-las
Que são mais nossas do que a própria vida.
Há tanta coisa que, sem existir,
Existe, existe demoradamente,
E demoradamente é nossa e nós...
Por sobre o verde turvo do amplo rio
Os circunflexos brancos das gaivotas...
Por sobre a alma o adejar inútil
Do que não foi, nem pôde ser, e é tudo.
Dá-me mais vinho, porque a vida é nada.
Fernando Pessoa

Etiquetas:

5 Comentários:

Blogger Teresinha disse...

E talvez a "embriaguês", nos transporte, nem que seja por instantes, ao reverso daquilo que forçosamente temos de enfrentar...

Abraço (^_^)

7 de abril de 2009 às 10:41  
Blogger Maria José disse...

Há muitas doenças que ficam cá dentro,eu já senti na pele e as vezes dá para beber, um abraço do coração.

7 de abril de 2009 às 14:48  
Blogger Sentidamente disse...

Quanta angústia por enfrentar! Quantos sonhos só sonhados! Quantos desejos inalcançados! Quantas amarguras irremediavelmente sentidas! Doem mais que doença, numa vida que é nada, na confusão de ser tudo, aquilo que nunca foi nem pode ser e que reclama o bálsamo da embriaguez.
Beijinhos e desejos duma Feliz Páscoa

7 de abril de 2009 às 17:42  
Blogger Baudolino disse...

In vino veritas!
Boa Páscoa

9 de abril de 2009 às 06:25  
Blogger Carolina disse...

E assim vamos conhecendo o Pessoa, ou será que através dele te vamos conhecendo a ti???...
Caso para meditar.
;)

12 de abril de 2009 às 11:53  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar