quarta-feira, 1 de abril de 2009

Meteorologias

Curiosamente,
embora tenha o dia amanhecido azul,
uma nuvem de chumbo lhe persistia,
pesada e cinza,
sob as pálpebras,
por de trás dos olhos,
no meio do sorriso,
na palma da mão,
no interior do peito,
deixando este primeiro de Abril
escuro e frio,
com cara de Fevereiro,
apesar de, lá fora,
assomar já a Primavera.

Etiquetas:

6 Comentários:

Anonymous sentidamente disse...

Momentoa há, em que acontecem contrastes entre o exterior e o interior, confundindo a objectividade e subjectividade do nosso olhar…
Um abraço

1 de abril de 2009 às 17:14  
Blogger Teresinha disse...

Se as nuvens não existissem, não nos daríamos conta dos belos contrastes que a meteorologia nos proporciona.
Embora não o vejamos de imediato, o Sol está por detrás, e se, for a hora dele brilhar, esperemos então durante oito minutos e Ele se mostrará em todo o seu esplendor...
beijinho

3 de abril de 2009 às 11:07  
Blogger Carolina disse...

Eu diria mais "terra à terra", até as estações estão viradas de pernas para o ar!
O que mais nos irá acontecer?...

4 de abril de 2009 às 08:13  
Blogger Maria José disse...

Lindo, à muitos contrastes entre o nosso interior e exterior, isso é uma verdade eu principalmente detesto a noite,faz-me tanta aflição e quando chega a primavera adoro, um beijo.

4 de abril de 2009 às 08:16  
Blogger Banalidades disse...

Olá a todos!
Vejo que ainda continuam fielmente a vir até aqui e a gentilmente ler o que aqui vou postando... Obrigada a todos pelos comentários sempre cheios das vossas valiosas personalidades e sobretudo, obrigada pelo apreço que têm por mim.
Obrigada e voltem sempre. Jinhos.

4 de abril de 2009 às 17:13  
Blogger Marta disse...

Gosto das tuas banalidades.
Muito :)

8 de abril de 2009 às 15:00  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar