quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Carnaval



O Carnaval sempre me fascinou. Desde criança, pois que morava em Sines, ia assistir ao cortejo. Os carros alegóricos (desenhados nesses anos por Emmerico Nunes) pareciam-me enormes e maravilhosos. As máscaras misteriosas assustavam-me um pouco... mas aguçavam-me a imaginação. Na 3ª feira Gorda, o Carnaval era a valer com um final destrutivo, em que, para além das bisnagadelas de água, não faltavam os saquinhos de pano colorido, cheios de serradura que eram atirados a todos de todos os lados. Eu apanhava com eles e, apesar do desagradável da situação, adorava, já que os apanhava para com eles depois brincar.
Naquele tempo, tal como agora, os sinienses tinham vaidade no seu Carnaval que durava de Sábado a 4ª Feira de Cinzas com o Enterro do Entrudo, evento que em muito me intrigava, pois a mistura da morte com o humor ainda me fazia confusão! Eram dias em que toda a gente se divertia. Pelas ruas, havia ranchos mascarados que iam a casa de quem conheciam. Era animado, reconhecer aqui e além gente nossa amiga metamorfoseada de cigana, de caçador, de fantasma, de carochinha, de mulher do monte ou outra coisa qualquer!

O Carnaval de Sines este ano teve o seu esplendor. O mau tempo não ajudou, mas o calor de quem o viveu deu e sobejou!

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar