quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Contrariedade

Ai este sol de Verão persistente!
Ai esta calma passageira da manhã !
Ai este azul esbranquiçado das ondas!
Ai este pô-de-sol tão morno!
Quero-me pássaro!
E tenho os pés enraizados neste chão.

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Carolina disse...

Lindo o teu poema!
Linda essa tua gaivota, salpicada e cheirando a mar!
Quase se sente a aragem do leve bater das asas!
;)

12 de setembro de 2010 às 03:56  
Anonymous leo disse...

Também queria ser pássaro, para mim é símbolo de liberdade.
No entanto também gosto de ser árvore, são belas e morrem de pé.
Bjs

12 de setembro de 2010 às 12:34  
Blogger Banalidades disse...

Minhas amigas,
Obrigada pelas vossas boas palavras. Gosto muito de receber de vocês estes comentários que tanto alento me dão. Jinhos para ambas.

12 de setembro de 2010 às 12:44  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar