sábado, 10 de julho de 2010

Esquecimento

Vem o calor adormentar-me.
Uma deslembrança de abismos assalta-me.
Arde-me, sob a pele, como um travo de um tempo agridoce
O que fiz, o que não fiz, as tantas vezes em que fugi ou me perdi...
Nada já me importa agora.
O tempo urge e tudo que desejo é poder lançar-me,
Nos braços frescos e ondulantes do mar
E embalar-me até de mim, por completo, me esquecer.

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger O céu da Céu disse...

Quem olha o mar todos os dias...
quem se deita sobre as ondas e se deixa levar...
quem olha essa foto...
sente, cheira ,degusta as palavras uma a uma...
Um beijinho grande

11 de julho de 2010 às 09:49  
Blogger Eduardo Miguel Pereira disse...

Que lindo, também eu gostava de mergulhar nas ondas dessa "praia".

15 de julho de 2010 às 11:07  
Blogger Carolina disse...

De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte e mais profundo
Aquela praia extasiada e nua
Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

(Sophia)

16 de julho de 2010 às 10:37  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

BlogArchive Blog Feed Cabeçalho HTML SingleImage LinkList Lista Logotipo BlogProfile Navbar VideoBar NewsBar